O quão inconsciente estamos?

Seria absurdo se o imenso Universo, o Cosmos com toda sua grande magnificência existisse para que um grupo de seres pudessem viver essa mediocridade nesse pequeno planeta que chamamos de Terra.

Já parou para observar a sua rotina? Desde o acordar, o ir ao banheiro para escovar os dentes, o banho corrido pra se arrumar para o trabalho, o tema das conversas com seus colegas, o trânsito estressante do horário de pique, o assistir de mais um episódio da telenovela de sucesso ou o clássico decisivo de futebol, as fofocas no hapy Hour com os amigos, etc. etc. etc…

(Em que lugar na sua rotina há espaço para uma reflexão existencial?)

Enquanto isto um número incontável de estrelas nascem, apagam, galáxias se articulam, fenômenos astronômicos acontecem. Nem percebemos o quanto nos distanciamos desta natureza cósmica, afundados nas coisinhas do mundo. Cada vida particular é recheada de tramas de relacionamento, financeiro, aceitação, existencial, isto reflete o cenário dramático do planeta; fome, guerras, doenças, desigualdades, explorações, destruição de ecossistemas inteiros; e nem se desconfia que este distanciamento é a causa deste mundo desarmônico e infeliz que nós mesmos estamos criando. Aqui nascemos numa realidade ”bem ” estruturada, onde tudo lhe é ditado para que siga um padrão de existência mórbida, a sociedade, a religião, a tradição, todas diretrizes são estabelecidas para ditar o molde do indivíduo que é passado de geração por geração. Neste meio é perigoso se questionar, pois mais fácil é se acomodar. Pensar exige esforço. Pesquisar, estudar, estudar-se, expandir a consciência? Isto é taxado como coisa de ”maluco”, não?  Mais fácil é seguir a trilha do gado, mesmo que esta caminhe para o matadouro. Veja o mundo como está; o estado de âncora da normalidade vigente é catastrófico. Assista qualquer noticiário da dita humanidade civilizada para perceber – o tamanho da insanidade- da normalidade caótica e cega que insiste em se negar mesmo diante todo sofrimento humano.

Você tem consciência do estado que o planeta se apresenta hoje, das coisas pequeninas às mais vitais que circunda sua rotina?

Dos produtos encontrados nos enlatado, da nocividade dos transgênicos, do agrotóxico nas leguminosas, da carne de animais entupidos de hormônios, dos pescados contaminados pela radiação de ensaios nucleares, do flúor contido na água ”tratada”?

Da química nociva nos ” remédios ’’ fabricados pela indústria farmacêutica que faturam fortunas com a exploração da dor de inúmeros seres humanos?


Da alienação em massa que é propagada pelas mídias que nos bombardeiam com informações fúteis, entretenimento vazio e manipulação de fatos, para que as pessoas sigam o mais distraídas possível?

De que o planeta está sendo destruído pela civilização inconsequente por interesses egoístas, que ecossistemas inteiros estão sendo lesados, que o planeta com todos os seus recursos suficientes pra proporcionar a vida para todos os seres parece não saciar a vontade por poder de indivíduos em particular a países inteiros em prol do objetivo de se conquistar a influência e a economia mais poderosas?

Se você não tem noção destes poucos exemplos da corriqueira vida terrena, como espera ter uma consciência de natureza cósmica?

O quão inconsciente você está? Já se fez esta pergunta? O quanto compreendeu desta Realidade Cósmica durante sua existência? Ou isto não é sua prioridade? Ou acha que isto é algo incognoscível? Propôs-se realmente a investigar isto?

Questionar-se é um grande passo. Quantas pessoas morrerão sem fazer estas perguntas?

Lucas de Sousa Teixeira

2 comentários sobre “O quão inconsciente estamos?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s